Notícias

Tronco fossilizado encontrado em Vale Vêneto já está no CAPPA
Estima-se que a árvore tenha mais de 200 milhões de anos

O tronco de uma árvore fossilizada, encontrado durante a obra de asfaltamento da VRS-823, no distrito de Vale Vêneto, em São João do Polêsine já está no Centro de Apoio à Pesquisa Paleontológica (CAPPA/ UFSM). Estima-se que a peça, com aproximadamente quatro metros de comprimento e sete toneladas, tenha mais de 200 milhões de anos. 

Em entrevista ao jornal Diário (Santa Maria), o supervisor ambiental e paleontólogo empresa responsável pela obra, José Darival Ferreira, disse que encontrar um tronco fossilizado inteiro como esse é raro, apesar de ser comum na região pedaços menores dessas rochas. “Há alguns meses, a gente já estava fazendo uma pesquisa para ver o potencial ambiental da área. Descobrimos os fósseis aflorando, mas não imaginávamos que fosse desse tamanho”, disse Ferreira ao Diário. 

O paleontólogo e coordenador do CAPPA, Flávio Pretto, explica que ainda é cedo para mais informações acerca do material, porém, já é possível afirmar que é uma Gimnosperma (grupo de plantas das quais fazem parte os pinheiros e as araucárias, por exemplo). Pretto destaca que o tronco se destaca dos demais comumente encontrados. “Uma das características mais marcantes é o fato de que ele preservou as raízes, diferente da maior parte dos troncos que encontramos, por exemplo, em São Pedro do Sul e Mata. Embora estivesse tombado, o fato de o lenho ter preservado suas raízes também sugere que a árvore não foi transportada por uma grande distância antes do soterramento”.

Em 2016, outra árvore, também com as raízes preservadas, foi encontrada no Geossítio Estrada Vale Vêneto. O exemplar foi recolhido pelo CAPPA. Conforme Pretto, isso pode sugerir que há grandes chances de se ter uma floresta inteira fossilizada na Quarta Colônia.

 


Texto: Cristiano Magrini, com informações do Diário

Foto: Cristiano Magrini

Tronco fossilizado foi entregue ao CAPPA (Foto: Cristiano Magrini)
Tronco fossilizado foi entregue ao CAPPA (Foto: Cristiano Magrini)
Realização